Rapazes, o tempo de ser menino já passou…

homempuro

Quando pensamos no papel do homem no momento atual, logo já repudiamos a atitudes de muitos que se dizem maduros, mas desconhecem a capacidade de se preservar, crendo que, de alguma forma, isso só deva partir das moças – principalmente quando cristãos. Espera-se muito que elas sejam piedosas e cuidadosas, que guardem seus corações, corpo e alma. Mas, eu lhe pergunto: os homens não deveriam fazer o mesmo?Pureza, como dito no texto “Se eu puder lhe dar um conselho, digo: corteje”, trata de uma ação que deve ser parte crucial e inseparável do cristão, quer seja ele homem, quer seja mulher. Neste momento não estou a falar delas, mas sim de você homem, que se diz – ou tenta se tornar – um rapaz piedoso, com a graça do Senhor, todavia, age feito menino para chamar a atenção. Muitos de vocês, na sua imaturidade, comporta-se de forma empolgada demais quando conhecem uma moça. Quantos não despertam o interesse delas sem sequer ter a sensata intenção de ficar? Você pode perfeitamente dizer que é normal hoje em dia essa coisa de demonstrar interesses e persuadir as ações em relação ao outro, mas não é atitude de um cristão. Não se pode esquecer que a natureza do nosso coração é enganosa, como Jeremias 17:9 nos diz: “enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?”

hmsComo então você pode agir segundo suas emoções, defraudando sentimentos alheios, sendo que nem o seu próprio coração tu conheces? É tão correto – e perigoso de se dizer para quem não compreende – mas, ao se interessar por alguém, por mais eletrizante que você possa estar, procure buscar na razão os motivos que te levam a crer que este alguém será seu cônjuge – mas isso ninguém sabe – tu pode questionar, com tudo, aquele que anda segundo a reta da justiça divina e que tem a mente ligada a Cristo, terá a paz em seu coração quanto à escolha que fizer de sua pessoa amada. A necessidade de rapazes de se preservarem tem sido tão grande quanto das moças. Estamos vivendo em tempos de imoralidade, no entanto você, caro jovem, deve portar com pureza, precipuamente consigo mesmo. Não queira despertar o amor fora do tempo (Cânticos 8:4) somente para satisfazer seu ego. Não seja um menino ao ponto de orar ao Senhor pedindo que lhe conceda a honra de ter uma esposa virtuosa se você não se comporta como homem virtuoso enquanto à espera. Não entre em um compromisso desejando conhecer o caráter cristão da amada, se o teu não estiver sendo posto a prova.

“Porque eu sei que em mim, isto é,

na minha carne, não habita bem algum;

e, com efeito, o querer está em mim,

mas não consigo realizar o bem.” Romanos 7:18

O nosso século não precisa de mais meninos imaturos que adentram em casamentos – futuramente fracassados – por não saberem como ser um bom marido porque na sua juventude se portou de forma inútil e infantil, mas sim de homens, como disse Elisabeth Elliot:

[…] que sejam fortes em sua convicção,

para liderar, para permanecer firmes, para sofrer.

Eu oro para que você se torne esse tipo de homem,

 feliz de que Deus o tenha criado como um homem,

feliz de suportar o fardo da masculinidade

numa época em que carregá-lo geralmente cria contendas.

Jhennifer Souza | Feminilidade – Coram Deo
Anúncios

Um comentário sobre “Rapazes, o tempo de ser menino já passou…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s