Uma rápida analise da fé…

MUROMULHER

O grande mártir psicológico atual é a ansiedade, que leva o indivíduo a necessidade de querer que as coisas aconteçam, como dizem, “pra ontem”. O nosso mundo tecnológico tem destruído os diálogos entre as pessoas próximas, e principalmente a virtude de saber esperar, até mesmo daqueles que não seguem crença alguma. É certo que o tempo tem corrido, e por vezes sequer o vemos passar, conquanto, aquele que está em Cristo tomou uma decisão: confiar no Senhor.  Josemar Bessa questiona: Como você pode deixar algo nas Mãos que foram perfuradas por tua causa e não ficar em paz? O anseio pelo o amanhã tem roubado de muitos a graciosidade de aprender a confiar em Deus, autor e consumador de nossa fé (Hebreus 12:2), que entregou Seu filho para morrer por nós, sendo nós ainda pecadores (Romanos 5:8). Não utilizemos o sentimentalismo barato para comover o calor do momento, mas se tua força está abalada ao ponto de ficar com inquietação em sua alma, retorne o caminho e analise se fostes merecedor do que o Senhor fizera por ti. Estamos em dias difíceis, e por isso, mas do que qualquer outra coisa, precisamos pregar o evangelho para nós mesmo todos os dias a fim de que jamais nos permitamos esquecer do que o Mestre nos fez. Nada pode pagar o sacrifício da cruz, e enquanto não entendermos profundamente isso, enquanto não levarmos com grande amor esse ato e não negarmos continuamente quem somos – miseráveis pecadores – nós iremos levar uma vida vazia, fixando-se nas coisas terrenas e passageiras. Com tudo, que possamos aprender a fixar nossos olhos para o céu, onde o alvo é Cristo. A vontade de Deus é incontestável, porquanto Ele faz tudo perfeito e agradável. Como não confiar no Senhor e Sua soberania? Realmente nada será só flores, e os dias tenebrosos encobrirão boa parte de nossas vidas, porém, como Frank Retief disse:

Colocar nossa confiança em Deus e depender de sua bondade nos liberta da necessidade de encontrar explicações para tudo.

Aquieta este coração, credes em Deus, pois Ele será glorificado em sua vida bem mais nas tempestades do que nas bonanças, mas em tudo, a glória é d’Ele para todo sempre. Não encontremos paz para nossa alma se preocupando com amanhã que – se chegar – não nos trará realização completa, mas sim em Cristo Jesus que estar a todo instante a nos ensinar que, mesmo se o amanhã não chegar, Ele continua sendo Deus, e uma vez Salvo em Deus, podemos repousar na certeza que a maior paz teremos na glória.

Jhennifer Souza | Feminilidade – Coram Deo
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s