A arte da conquista

Foto de Sociedade Varonil.Meus queridos, esse é um assunto sobremodo abordado em todos os aspectos e ambientes. É um assunto que permeia tanto as grandes cortes reais quanto os imundos bares de esquinas. Todo e qualquer ser humano já falou ou ainda falará, à respeito desse assunto: a arte da conquista. A grande questão se encontra na divergência de como essa “arte da conquista” é praticada: quando, como e com quem.

Nessa área nós vemos desde homens chamados “canalhas” (do latim cão’, daí o termo pejorativo: “seu cachorro”), até homens incrivelmente respeitosos e posicionados em relação ao amor na arte da conquista.

Tenho encontrado, tanto em leituras informais quanto em experiências, várias opções e exemplos de como “conquistar uma bela dama”. Sem dúvidas quero chamar a atenção das mulheres para esse ponto também. Uns dizem que o homem precisa ter uma “boa lábia”, e que precisa saber cativar uma mulher por meio de sua conversa. Outros dizem que o que vale mesmo é como o homem poderá fazer com que a mulher se interesse por ele, chegando à pontos em que a arte da conquista é manipulada por dinheiro e bens. Temos vários outros modos que estão incorporados na arte da conquista na sociedade atual; alguns até indignos de serem citados. Acredito que nenhuma dessas formas faz jus à verdade beleza da arte da conquista.

Gostaria de ressuscitar para nós, homens e mulheres – não para meninos e meninas – que a verdadeira arte da conquista, que a nossa geração desconhece totalmente, e que há alguns anos era o molde imperativo do diálogo amoroso do flerte entre um homem e uma mulher, está no próprio caráter e, especialmente, numa postura muito bem posicionada. O que quero dizer com isso? Quero dizer que para se conquistar uma dama, homens deverão ser como príncipes, e não ‘curtidores’ da realeza. Essas coisas banais podem impressionar por um momento de engano, mas não susterão uma dama fiel que tenha uma postura firme e honrosa. Um homem que se posiciona, com honra, respeito e maturidade, certamente é o modelo procurado pelas verdadeiras mulheres. Excluo com isso a boa conversa? O bom “gingado masculino”? De forma alguma! Apenas deve trazer às nossas mentes e corações a antiga e verdadeira essência da ‘arte da conquista’, que implica primeiro na essência do homem, e, após isso – e somente após isso – faz com que o perfume dessa essência comece a ser exalado para fora, chegando às mulheres por meio de boas conversas, boas ideias e bons planejamentos para um futuro honroso, amoroso e divino.


Homem, mulher, posicionem-se como tais,

num apaixonante retorno à arte da conquista.

 Por Caique Büll | Sociedade Varonil 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s